22 de mar de 2008

A proposta


Há séculos um homem da família era escolhido para tornar-se frade.

Ele foi o escolhido.

Não queria.

Foi obrigado.

Começou seus estudos e vivia triste. Sonhava em casar-se e ter filhos.

Um dia, colhendo ervas medicinais na montanha, lágrimas brotaram de seus olhos e ao caírem sobre uma planta desconhecida começaram a evaporar gases e um cheiro agridoce espalhou-se no ar.

O estudante cambaleou e uma paz profunda o invadiu. Ao recobrar os sentidos percebeu que diante estava parado um homem belíssimo.

Antes de poder pronunciar qualquer palavra escutou o outro dizer: “Sei o porquê de sua tristeza”.

O jovem olhou-o espantado e ficou mais atarantado ainda ao ouvir suas próximas palavras: “Se queres realizar teu sonho só existe uma maneira – é transformando-se em cavalo”.

“Cavalo? Mas aí, em vez de mulher e filhos, terei éguas e potros! O senhor está querendo zombar de mim?”

“Calma meu jovem, ainda não terminei. Se aceitares a minha proposta deverás viver 100 anos desta maneira e irás passar por inúmeras dificuldades que irão colocar à prova a sua determinação. Viverás sempre junto a outros dois cavalos e, dos 3, serás o mais feio e o mais fraco, de forma a nunca ser o preferido. Esquecerás que um dia fostes humano. Terás diversos donos e a todos servirás humildemente. Terminado este prazo estarás livre, mas somente se neste meio tempo pertenceres a uma jovem que te ame muito, apesar da tua condição.”

“Mas que desgraça... e não tenho nem a certeza de que encontrarei esta jovem?”

“Não.”

Sem pensar um milésimo de segundo o jovem respondeu: “Vale o sacrifício”.

Um empurrão violento e uma voz conhecida dizendo: “Tá na hora, levanta pra trabalhar”, o trouxe a realidade.

Nenhum comentário: