27 de jun de 2008



Nesta vida aventureira

me mascaro

viro sombra


Sondando descaminhos

Difíceis de imaginar

Posso me encontrar

em vários lugares

(menos onde esperas)

na Idade Média

no século XXXIV

no espaço etéreo

no Hemisfério Imaginário

ou bem perto daqui


Ora fêmea

Ora macho

Ora misturadas peles


Peles que me Ponho




Um comentário:

Zeka Viola disse...

uau UAU uau e a diagramação do poema, inusitado, surpreendente, instigante!